In Não categorizado

Zigurat Global Institute of Technology propõe um evento online feito sob medida para o mercado brasileiro que discute a nova legislação da implementação do BIM para adotá-la de forma gradual em todos os projetos de obras públicas.

INFRA BIM 4.0, que será transmitido online em 9 de setembro, apresentará soluções e aprendizados inovadores relacionados com o futuro do BIM em infraestruturas no Brasil. Em um momento histórico de consolidação da metodologia BIM no Brasil, Zigurat Global Institute of Technology convidou representantes do governo, especialistas que garantem as boas práticas e profissionais líderes do setor privado a discutir o que implica a nova Estratégia BIM BR e as medidas que as empresas devem tomar para se adaptarem à nova forma de trabalho.

Programação que envolve a representação governamental, empresarial e de associações

Em 9 de setembro, após a acolhida institucional, Hildo Rocha, o presidente da Frente Parlamentar BIM se dirigirá aos atendentes para falar sobre o papel de seu grupo na implementação. O encontro continuará com as intervenções de Adriana Arruda Pessoa e Matheus Szwarcwing, representantes do Ministério da Economia e do Ministério da Infraestrutura respectivamente, além de Leonardo Dias de Santana, representante da ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, que cobrirão a estratégia nacional em sua área. 

A academia e as associações públicas que desenvolvem boas práticas para o setor das infraestruturas assumem então o controle do seguinte bloco de apresentações. Rogério Moreira, da ABNT, abordará a questão da normalização BIM no Brasil do ponto de vista das normas técnicas. Em seguida, Raquel Naves Blumenchein, profesora da UnB e diretora do PISAC, fará um resumo de BIM em projetos de infraestrutura predial. 

Convidadas pelo Instituto de Engenharia do Paraná participarão Lucimara Ferreira de Lima, Coordenadora Técnica DGI/SEIL, e Nicolle de Souza, Assessora Técnica DGI/SEIL, ambas representando a Secretaria de Infraestrutura e Logística do Governo do Estado do Paraná, elas nos darão uma visão geral da inovação digital nas obras públicas em Paraná.

As seguintes perspectivas já conduzirão a casos e usos do BIM em diferentes áreas de infraestrutura: ferrovias, saneamento básico, rodavias,etc. Suas experiências serão compartilhadas por Caio Riebold (Imagem, Esri), Wagner de Oliveira Carvalho (Aegea) e Anderson Santos de Oliveira (AX4B). 

O evento termina com uma mesa redonda com os membros do corpo docente da Zigurat e o palestrante Caio Riebold, discutindo os desafios e oportunidades para o BIM em infraestruturas no Brasil. 

Com seu formato 100% online, INFRA BIM 4.0 fornece as atualizações mais recentes na área de infraestruturas e sobre a nova Estratégia BIM BR.

O futuro do BIM em infraestruturas é agora

O ano de 2020 representa o marco em que a metodologia BIM será consolidada no Brasil como a maneira predominante de trabalhar em um projeto público. De acordo com o decreto Nº 10.306 e portaria Nº 1.014, publicados em abril e maio, o país está a caminho de ser uma força BIM considerável.  

O Governo Federal estabeleceu um roadmap para incorporar BIM de forma gradual, a primeira fase a todas as novas construções, extensões ou reformas para a elaboração dos modelos, a segunda fase, ao orçamento, ao planejamento e ao controle da execução das obras, e finalmente, a terceira fase, terá lugar a transição completa para o ecossistema digital. 

Por outro lado, o Ministério da Infraestrutura tem apoiado esta linha de ação com a constituição do Comitê de Infraestrutura BIM. 

Recent Posts

Start typing and press Enter to search

Estruture-se mapeou as mais importantes inovações em engenharia estrutural no Brasil e no mundo