Você já se perguntou sobre os diferentes usos da BIM nos vários campos da indústria da construção? No artigo de hoje, José María Ostos, Gerente de BIM e ex-aluno de mestrado da Zigurat em Gestão de BIM, esclarece um pouco a implementação da BIM na fabricação de produtos de iluminação.

BIM: o que e por quê

A BIM, como uma forma digital de construção e de operações de ativos, reúne novas tecnologias, aprimoramentos de processos e informações digitais para melhorar radicalmente os resultados para o cliente e o projeto. É o centro da transformação digital do setor da construção e do ambiente construído.

A digitalização através da tecnologia BIM confere a capacidade de gerenciar diferentes fases do design e da construção de uma forma mais organizada, estruturada, transparente e segura, aproveitando a interoperabilidade de diferentes softwares e proporcionando o máximo em valor agregado. Mas como podemos fazer essas melhorias? Elas poderiam ser executadas com as metodologias e os fluxos de trabalho do passado? Onde é o limite que alcançamos sem o auxílio de novos softwares e estratégias de implementação? Qual seria sua precisão e quanto tempo seria necessário para executá-las?

A BIM não deve ser novidade para ninguém. É uma tendência global crescente em diferentes países como uma ferramenta estratégica para oferecer redução de custos, maior produtividade e eficiências operacionais, melhorar a qualidade da infraestrutura e desempenhos ambientais. Relatórios preveem que a adoção mais ampla da BIM permitirá economias de 15 a 25% no mercado global de infraestrutura até 2025.

Qual é a nossa visão? Por que a BIM para um fabricante de produtos de iluminação

Mas vamos começar com o caso em questão. Por que precisamos da implementação da BIM em uma fabricação de produtos de iluminação, e quais os benefícios que podemos oferecer graças às estratégias de implementação digitais? A primeira coisa que precisamos nos perguntar é em que etapa estamos na entrega do projeto integrado (IPD) e onde podemos contribuir durante o ciclo de vida do edifício BIM.

Um fabricante de sistemas de luminárias inteligentes, como a Regent Lighting, tem muito a contribuir para as fases de design, bem como nas fases de manutenção e gestão de edifícios inteligentes. E se pudéssemos melhorar a colaboração entre as partes interessadas, a conectividade e a transparência das entregas do projeto, bem como a melhoria do gerenciamento de informações sobre o produto e as entregas de dados?

Em suma, estamos falando sobre a possibilidade de melhorar a relação entre proprietários de edifícios, fabricantes e o usuário final por meio de estratégias digitais bem implementadas.

Fabricação 4.0 e gêmeo digital

Há muito tempo, a luz é muito mais do que apenas a fonte de iluminação no ambiente. As mais recentes tecnologias de Internet das Coisas (IoT) e o método de planejamento digital Modelagem da Informação da Construção (BIM) abrirão novos horizontes para o gerenciamento mais eficiente da construção.

Atualmente, a Regent Lighting fornece luminárias inteligentes e oferece soluções de iluminação inovadoras em resposta aos desafios de digitalização. E se déssemos um passo adiante?
Nossa visão é a de ajudar na digitalização do setor da construção para garantir a informação sem perdas até o final do ciclo de vida do edifício, de modo que a informação gerada sirva na conexão e no gerenciamento de edifícios inteligentes. E se pudéssemos criar uma estratégia de Gêmeo de Luz Digital, bem como entregas de Projeto de Luz Digital?

Para garantirmos uma implementação digital bem-sucedida, devemos aceitar o desafio de resolver as seguintes questões:

  • Por que estamos nos propondo a fazer isso? (Motivação)
  • Quais são os nossos objetivos? (Visão)
  • Como vamos conseguir isso? (Método)
  • Quais são as nossas necessidades?
  • Quais são os nossos desafios e novas oportunidades?
  • Quais são os nossos usos para a BIM?
  • Que processos novos serão implementados? Como podemos melhorar o processo antigo?
  • Que critérios serão seguidos?
  • Qual será a nova infraestrutura tecnológica? Quais são os recursos? Qual benefício a implementação oferecerá à sua empresa?

Jose Manuel Ostos Espadero

Gerente de BIM na Regent Lighting

Apaixonado por tecnologia e digitalização e como elas estão mudando o setor de arquitetura, engenharia e construção com diferentes aplicações através de processos digitais. Sempre atualizado e informado sobre as últimas tendências do mercado. Eu me considero extremamente positivo, muito motivado e com facilidade para me adaptar a novos desafios.

Sem mais artigos