In Não categorizado
news_bim

De acordo com o decreto publicado em 2 de abril, O BIM será utilizado em projetos realizados pelos órgãos e entidades do Governo Federal, no âmbito da Estratégia Nacional de se sua divulgação.

De acordo com o decreto publicado em 2 de abril, a metodologia BIM deve ser incorporada direta ou indiretamente, a partir de 1º de janeiro de 2021, em todos os projetos de arquitetura e engenharia, sejam novas construções, extensões ou reformas. Este é o ponto de partida da primeira fase de adoção dessa metodologia no Brasil, que inclui especialmente os aspectos relacionados ao design e suas instalações.

A segunda fase começará em 1º de janeiro de 2024, quando será incorporada a incorporação do orçamento, o planejamento e o controle da execução das obras aos aspectos já exigidos durante a primeira fase. Além disso, os modelos mais antigos precisarão ser atualizados e incorporar informações sobre como eles foram construídos.

A última fase, prevista para 1º de janeiro de 2028, envolverá a transição completa para o ecossistema digital. Os modelos BIM devem incorporar informações sobre gerenciamento e manutenção, incluindo todas as fases do ciclo de vida de cada projeto para facilitar o trabalho subseqüente e otimizar a conservação do edifício ou infraestrutura.

A natureza obrigatória do BIM nos projetos visa melhorar os fluxos de trabalho. Isso é destacado pela solicitação, marcada no decreto, de apresentar os projetos em formato aberto (não proprietário), além do exigido no edital. Trabalhar com formatos abertos é algo que a Zigurat Global Institute of Technology, líder em educação online BIM, incorpora em seus programas acadêmicos, pois é a base da interoperabilidade e da melhoria dos fluxos de trabalho entre os agentes envolvidos no processo de desenvolvimento da obra. Dessa forma, é oferecida uma formação que incorpora os mais recentes desenvolvimentos no campo e apoiada pelos maiores profissionais do setor e pelas universidades que lideram o ranking mundial, como a Universidade de Barcelona, ​​UNIFEBE ou TAIPEI.

Entre os agentes brasileiros responsáveis ​​pela promoção da implementação dessa tecnologia no país e que participaram da definição deste decreto, encontramos o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – DNIT, órgão público com o qual a Zigurat colaborou na última edição do evento. BIM 4.0 em março passado no país. O DNIT é um dos pontos de referência mais importantes do BIM no Brasil e hoje está lançando as bases para futuras etapas a serem seguidas. O Brasil adota, assim, a metodologia BIM, que revoluciona o setor, aprimorando os processos em projetos de construção e infraestrutura a nível internacional.

Recent Posts

Start typing and press Enter to search