Em época de crise econômica e política, o mercado se torna cada vez mais competitivo e a concorrência cada vez maior. Por isso a importância de se diferenciar das pessoas que pleiteiam uma oportunidade e, a titulação profissional é um excelente recurso para impulsionar a carreira em qualquer área. Segundo pesquisa do Institute Data Corporation Brasil, o mercado remunera em média cerca de 10% a 100% a mais os profissionais com certificado de qualidade em comparação com aqueles que não possuem. No setor AECO, a exigência vai além da titulação, ela está altamente vinculada ao BIM (Building Information Modeling), essa nova metodologia vem ganhando cada vez mais espaço no mundo e no Brasil devido aos benefícios que oferece à construção, dando a obra mais qualidade, eficiência e sustentabilidade e ainda diminui em até 10% o seu custo total.

Não é a toa que o mercado já assimilou que as vantagens da implantação do BIM justificam o investimento em tecnologia e treinamento. Assim, a migração para BIM não é mais uma opção, já é uma exigência a aqueles que querem manterem-se bem posicionados na área da arquitetura, engenharia, construção e obra.  “O BIM Manager, ou gerente BIM, proporciona a a redução dos riscos na obra, pois ao implantar o BIM na empresa/ escritório, tudo é planejado, documentado e verificado em tempo real  por cada profissional envolvido” afirma José Carlos Lino, engenheiro civil, sócio fundador da Newton Engenharia e da BIMMS, CEN member português do International European BIM Standards – CEN/TC 442, membro ativo para o desenvolvimento de estândares na buildingSMART International, responsável pelo nossoBIM e diretor acadêmico do International Master BIM Manager.

Portanto, quem não se adaptar a essa mudança no setor irá perder espaço no mundo coorporativo, pois muitos escritórios, construtoras e até instituições governamentais já adotaram a tecnologia. “A questão não é mais se o profissional quer aderir este conceito, agora a pergunta é em que instituição ele irá aprendê-lo e como irá utiliza-lo”, complementa Silvia Rojas, arquiteta brasileira graduada pela FAAP- SP e pós-graduada em Arquitetura Urbanismo Meio Ambiental em Barcelona pela UPC (Universidade Politecnica da Catalunya), onde vide e trabalha como consutora técnica e tutora do Master.

Para quem busca uma  recolocação no mercado, o fato de investir no estudo de BIM já te coloca em contato com profissionais da área que podem oferecer novas oportunidades de trabalho. O International Master BIM Manager da Zigurat e nossoBIM, por exemplo, é um curso online que reúne profissionais do setor AECO falantes do idioma português que estão localizados no mundo todo, o que proporciona um networking e uma aprendizagem internacional. “A facilidade para atuar em equipes devido ao trabalho colaborativo, o corpo docente internacional formado por acadêmicos e profissionais referência em BIM, o networking com gente de várias regiões do Brasil, com brasileiros que estão no exterior e com estrangeiros além do fato de estar sempre atualizado em relação às novidades do mercado, por meio da participação em seminários, são os grandes benefícios que tive ao cursar o International Master BIM Manager”, finaliza Alessandro Ferrari, que se graduou em arquitetura na Uniara (Araraquara – Brasil), fez o curso de pos-graduação em Gerenciamento de Projetos na FGV (SP- Brasil) morou na Itália e depois do Master se tornou consultor técnico da formação em Barcelona.

titulação BIM Zigurat

 

 

Sem mais artigos