José Manuel Ostos Espadero, que aperfeiçoou seu treinamento em BIM com a Zigurat e
atualmente trabalha para a Regent Beleuchtungskörper AG, permitiu que déssemos uma
olhada no trabalho que ele tem realizado para a líder do mercado suíço e uma das fabricantes
líderes na Europa no setor de soluções BIM indústria iluminação.

Há algumas semanas, a Regent realizou uma conferência para brainstorming sobre BIM e
direcionamento de PDT referente à gestão de dados e suas diferentes possibilidades, com
alguns estudos de caso envolvendo empresas como a SIEMENS. A Regent ficou encarregada
de descrever como a digitalização deve abordar a fabricação de iluminação.

No dia 20 de maio de 2019, a Regent organizou com sucesso a primeira Conferência Digital de BIM graças à CRB. A conferência teve por objetivo a troca ativa e brainstorming com outras empresas industriais, planejadores elétricos e engenheiros civis. Foi uma honra sediar a segunda ‘’PDT Steering Komitee’’ com empresas como Amstein+Walthert ou Salzmannag, com menção especial à SIEMENS.

A gestão de informações ao longo do ciclo de vida da construção é um tópico importante, e esse evento focou em explicar o que é PDT (Modelo de Dados do Produto) e suas diferentes possibilidades, com estudos de caso em 3 empresas diferentes. Surgiram perguntas como:

– Quais regulamentos devem ser usados para a gestão de dados de BIM?
– Como escalar as informações com diferentes níveis?
– Quais ferramentas podem ser usadas para isso?
– Como administrar os arquivos oferecidos pelo cliente?
– Exemplos de gestão de um Gêmeo Digital?
– Quais empresas estão mudando os padrões suíços de BIM e como podemos colaborar?

A Regent apresentou sua visão sobre como a digitalização deve abordar a fabricação de iluminação, destacando os conceitos de Gêmeo Digital e o impacto que isso causará no futuro, não apenas a gestão de dados durante a realização dos processos da empresa, mas também a unificação da metodologia de BIM com sensores, dentre outras tecnologias que constituem uma Construção Inteligente controlada por um modelo digital.
Também, a Regent teve a oportunidade de explicar como a estrutura dos modelos funciona durante o ciclo de vida da construção em um projeto de BIM, além de mencionar onde se encaixaria um dos possíveis serviços em colaboração com o cliente, e até mesmo vantagens gerais que seriam obtidas com a implementação correta de BIM.

É muito importante estarmos aptos a compreender nossos clientes. É por isso que os próximos passos serão continuar avançando com o mercado e saber como se adaptar à ruptura digital. Para compreender as expectativas do cliente, bem como suas necessidades, a Regent continuará realizando conferências digitais para envolver diferentes engenheiros, arquitetos e planejadores elétricos.

Endscape

Regent Lighting: BIM Thinking

BIM Lighting Industry


José Manuel Ostos Espadero
Alumni del Máster Internacional BIM Manager. BIM Manager en Regent Lighting.

Sem mais artigos