O desenvolvimento do projeto, a construção e a manutenção de um edifício em BIM implicam o uso de vários aplicativos de software: programas de modelagem, de análise, de gerenciamento, etc. Cada aplicativo possui sua própria maneira de armazenar dados em um ou mais arquivos em um formato específico que é legível apenas pelo próprio aplicativo ou, no máximo, por outro aplicativo compatível. Obviamente, isso significa uma barreira para a comunicação e, portanto, para a própria essência do BIM.

Uma possibilidade de lidar com a comunicação entre aplicativos é usar arquivos de formato aberto (openBIM), que podem ser lidos por qualquer aplicativo. O formato aberto mais utilizado no mundo BIM é o formato IFC, desenvolvido pela Building Smart.

IFC é um formato de troca de dados. Os aplicativos BIM não funcionam diretamente em arquivos IFC, mas em seus próprios arquivos em seus formatos específicos, otimizados para isso, e exportam para os arquivos IFC somente as informações relevantes para todo o projeto.

 

Por exemplo, uma vez que tenhamos o modelo de arquitetura gerado em um programa de modelagem (Allplan, Archicad, Archline, Edificius, IFC Builder, OpenBuildings, Revit, Vectorworks …), podemos transmitir a geometria e alguns dados não geométricos para um aplicativo de análise estrutural. O aplicativo de análise estrutural não precisa de todos os recursos do modelo de arquitetura, apenas da geometria e talvez de alguns dados adicionais, como materiais, que no entanto são frequentemente definidos no programa de estruturas. Depois que a estrutura é calculada, o aplicativo de análise estrutural gera um IFC com a geometria e outros dados relevantes para o projeto.

BIMserver.center

Para facilitar o gerenciamento dos arq0ivos do projeto, é necessário um ambiente centralizado acessível por todos os aplicativos para ler ou gravar arquivos IFC.
BIMserver.center é um serviço de nuvem que fornece um ambiente acessível em qualquer hora e a partir de qualquer lugar do mundo.

Um projeto consiste em um conjunto de arquivos IFC gerados pelo programa de modelagem arquitetônica e por cada um dos aplicativos especializados de cálculo (estruturas, instalações, energia, acústica, segurança, gerenciamento, coordenação …).

Embora o BIMserver.center seja desenvolvido pelo Cype Ingenieros, qualquer aplicativo de qualquer fornecedor de software pode ser usado, com a única condição de importar e exportar IFC.

Cypecad

Cypecad é um aplicativo para análise e detalhamento de estruturas de edifícios desenvolvido por Cype Ingenieros.

O Cype, desde 2013, tem a capacidade de ler e gravar arquivos IFC. Além disso, desde a versão 2017.c, também integra as ferramentas do fluxo de trabalho Cype Open BIM, que facilitam a comunicação com o BIMserver.center.

Cypecad em BIMserver.center

Quando criamos uma nova obra no Cype, temos a possibilidade de vinculá-la a um projeto no BIMserver.center.


Nesse momento, já podemos ter todas as informações sobre o modelo de arquitetura, que o sistema chama de Iniciador (vermelho), e dos modelos de outras disciplinas que já estão incorporadas ao projeto (verde).

(O modelo usado como base é preparado por Diego Besada Radío)

Também podemos criar a obra sem relacioná-la a nenhum projeto e incorporá-la mais tarde.

A partir do modelo BIM, são obtidas alturas, pilares e referências da planta para continuar modelando os outros elementos da estrutura.


No Cype, durante a modelagem, podemos ter em mente elementos de outras disciplinas, o que facilita a adaptação às instalações (roxo) ou a detecção de incidentes na geometria (vermelho).


Fazer parte do projeto BIM também nos permite ter informações não gráficas, como a resistência ao fogo necessária em cada recinto.


A qualquer momento, podemos atualizar as informações dos outros modelos que compõem o projeto, selecionando quais informações precisamos atualizar e quais não.

Uma vez calculada a estrutura, podemos exportá-la no formato IFC (vermelho). Essa exportação inclui a geometria e até informações adicionais, como o modelo analítico ou a estrutura deformada (verde).


As informações exportadas são apenas as necessárias para o desenvolvimento do projeto pela equipe. Os arquivos nativos de cada aplicativo não são carregados no repositório, mas permanecem nas mãos de seus proprietários.
Após a exportação, todos os membros do projeto podem acessar os resultados.

Assim, no visualizador BIMserver.center, podemos ver o projeto federado. Nele, podemos incluir a estrutura exportada – ou outras versões além de alternativas -, o modelo arquitetônico e os modelos de cada especialidade.

No caso do modelo de estrutura, você pode ver o modelo geométrico, o modelo analítico ou as estruturas deformadas em cada hipótese.
Podemos consultar o modelo federado na própria página BIMserver.center ou no aplicativo móvel. Também pode ser utilizado em qualquer aplicativo com o qual a equipe esteja trabalhando no projeto. Por exemplo, no HVAC, podemos ter em mente a estrutura ao rastrear os dutos de ar condicionado.

Tudo isso também permite incorporar a estrutura aos novas aplicativos do projeto, como Open BIM Quantities para medições, Open BIM Model Checker para geração de incidentes, detecção de colisão e consulta à documentação, Open BIM Memorias para a geração de memórias, etc.

Em suma, o objetivo é integrar o Cype no conjunto de programas com os quais o projeto é desenvolvido. E também que a estrutura seja integrada ao conjunto do edifício